2007/05/27

"Reflexão"














óleo sobre tela 60cm x 80cm

8 comentários:

maria carvalhosa disse...

Querida Júlia,

Mais uma bela pintura neste "momento de reflexão" da tua bailarina. Perdoa-me, mas não posso deixar de citar o que me escreveste em privado: (...) "As sapatilhas continuam. Aproveitando este tema delicado, pretendo passar mais algum sentimento para além da dança. O poder da transmissão da luz e das texturas têm para mim muita importância e é com isso que tenho tentado trabalhar. Não é essencial a figura da bailarina, mas sim o que transmite de movimento e luz e também porque foi a ideia que primeiro me surgiu para trabalhar esta técnica. A ideia de representar a figura feminina sem rosto, sem que para isso tenha que identificar idades ou expressões, mas apenas atitudes corporais e espirituais que delas emanem. Será que consigo?)"
Ainda tens dúvidas, Júlia? Eu sei, a insegurança do artista... faz parte e ajuda a procurar sempre o melhor.

Parabéns. Um beijo com muito afecto.

mafalda disse...

Olá Júlia,

Aqui nos apresentas mais uma bela pintura da temática que tens vindo a trabalhar. Muito interessante o jogo de luzes e sombras.

Um beijinho.

seilá disse...

tu desenhas tão bem! tu exprimes tanto da mulher em cada tela!
(curiosidade: são nessa cor mesmo?!)

JC disse...

Obrigada pelo comentário.

As fotografias são dos originais, a técnica utilizada é monocromática.

Um abraço

Luisa disse...

A Maria Carvalhosa falou-me de ti e dos teus trabalhos. Afinal já os conhecia porque uma vez entrei no teu blog e fiquei encantada. Espero ver mais na tua exposição em Alenquer, em Setembro.

amita I disse...

Olá Júlia
Em seguimento às tuas dúvidas que a Maria colocou acima, aceita a opinião de uma leiga que segue o que a sensibilidade à Arte lhe dita: o movimento, a luz, a expressividade são objecto constante das tuas bailarinas; o rosto delas está lá.
Este é mais um belo óleo e por isso felicito-te.
Um bjinho grande e um dia lindo

Perdido disse...

Re-flectir é assim mesmo, esse jeito de movimento parado, projectores na tela um chiaro-oscuro, tensão no interior do músculo devido à flexão do joelho tudo o resto é re-flexão e há o silêncio à volta no negrume da mancha uniforme.

Peço desculpa do excesso de palavras diante da arte o melhor é estar calado

divinal.

Ana Tavares disse...

Amo demais quadros com as bailarinas para que o possa expressar com palavras.
Não resisti, contudo, a deixar aqui o meu comentário, ainda que sem qualquer tipo de beleza.